quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Cuidado transcultural






"O cuidado é o domínio central e o único para o corpo de conhecimentos e prática na enfermagem, e uma investigação  sistematizada do cuidado poderá avançar a disciplina de enfermagem e em último caso, prover cuidados de enfermagem melhores para o povo". LEININGER (1981)

A Teoria do Cuidado Transcultural citada por LEININGER (1985a) enfatiza que há diversidades no cuidado humano, com características que são identificáveis e que podem explicar e justificar a necessidade do cuidado transcultural de enfermagem, de forma que este se ajuste As crenças, valores e modos das culturas, para que um cuidado benéfico e significativo possa ser oferecido. Os atos do cuidado cultural que são congruentes com as crenças e valores do cliente são considerados como sendo o conceito mais significativo, unificador e dominante para se conhecer, compreender e prever o cuidado terapêutico popular.
O cuidado baseado culturalmente é o fator principal e significativo na afirmação da Enfermagem como curso e como profissão, e no fornecimento e manutenção da qualidade do cuidado de enfermagem prestado aos indivíduos,as famílias e aos grupos comunitários.
LEININGER (1983) declara "o cuidado como centro, único e dominante foco característico da Enfermagem". O cuidado cultural, ainda referendando a autora, significa “avaliação consciente e um esforço deliberado para usar valores culturais, crenças, modo de vida de um indivíduo, família ou grupo comunitário, para fornecer auxílio significativo para estas necessidades de cuidado nos serviços de saúde”.
LEININGER (1984 c.p.42), segundo LUNA CAMERON (1989), refere que “culturalmente as ações de cuidado de enfermagem e intervenções são previsíveis para manter a saúde do cliente, fornecer satisfação e ajudá-lo a se recuperar de doenças ou incapacidades. O cuidado culturalmente congruente pode também ajudar clientes face à morte de modo significativo e pacífico”. Desta forma a Enfermagem tem como foco segundo LEININGER , citada por GUALDA; HOGA (1992), "o estudo da análise comparativa de diferentes culturas ou subculturas no que diz respeito ao comportamento relativo ao cuidado em geral, ao cuidado de enfermagem, assim como aos valores, crenças e padrões de comportamento relacionados a saúde e doença". Essa autora afirma ainda que "o objetivo da enfermagem transcultural vai além da apreciação de culturas diferentes, mas de tornar o conhecimento e a pratica profissional culturalmente embasada, conceituada, planejada e operacionalizada. Se aqueles que praticam a enfermagem não considerarem os aspectos culturais da necessidade humana, suas ações poderão ser ineficazes e trazer conseqüências desfavoráveis para os assistidos".
Com o objetivo de facilitar a compreensão do conjunto de elementos que compõem a teoria de LEININGER, GUALDA; HOGA (1992) fizeram a tradução dessas conceituações elaboradas por LEININGER. Serão descritos a seguir, apenas os conceitos que fundamentaram a compreensão do estudo:
CULTURA – Valores, crenças, normas de comportamento e práticas relativas ao estilo de vida, aprendidos, compartilhados e transmitidos por um grupo especifico, que orientam o pensamento, as decisões e ações dos elementos pertencentes ao grupo.
VISÃO DE MUNDO – Modo como os indivíduos percebem seu mundo e universo, e nele inserem sua perspectiva de vida.
ESTRUTURA SOCIAL – Processo dinâmico e de natureza interdependente, compreendendo elementos estruturais ou organizacionais da sociedade e o modo como esses interatuam e funcionam. Incluem os sistemas religioso, familiar, político, econômico, educacional, tecnológico e cultural, delimitados pelo contexto lingüístico e ambiental. No âmbito deste trabalho, o CUIDADO, definido como "fenômeno de assistência, apoio ou facilitação a outro indivíduo ou grupo com necessidades antecipadas ou evidentes, com a finalidade de melhorar a condição humana ou o estilo de vida," .
LEININGER, citada por GUALDA; HOGA (1992), "acredita que a teoria transcultural seja capaz de predizer e explicar os padrões de cuidado humano das diversas culturas, bem como possibilitar a identificação de valores, crenças e práticas populares pelos profissionais de enfermagem". Acredita ainda que "por meio deste conhecimento, as decisões e ações de enfermagem podem tornar-se congruentes e benéficas para aqueles que são assistidos. Na análise da abordagem de enfermagem, distingue três formas de atuação:
* Preservação Cultural do Cuidado: fenômeno culturalmente embasado, de assistir, facilitar ou capacitar o indivíduo, que o auxilia a preservar ou manter hábitos favoráveis de cuidado e de saúde.
* Acomodação Cultural do Cuidado: ato, culturalmente embasado, de assistir, facilitar ou capacitar, que revela formas de adaptação, negociação ou ajustamento dos hábitos de saúde e de vida dos indivíduos ou clientes.

LUNA CAMERON (1989), descrevendo a teoria de LEININGER, afirma que "a Enfermagem é essencialmente uma profissão de cuidados transculturais, a única que se centra na promoção do cuidado humano para pessoas de uma maneira significativa, congruente, respeitando os valores culturais e estilo de vida".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário